Apresentação


Cresci achando que a família Floriani era pequena. E não me preocupava se a história da família se perderia com os mais velhos, aqueles relatos de sempre sobre as dificuldades dos Italianos ao chegar no Brasil no século XIX. Mas é gratificante quando percebemos quanto a história da família revela conquistas e fracassos, e se renova, repletas de heróis de verdade, dos quais podemos nos orgulhar, uma trajetória rica em lições e razões para amar. 

Uma vez um colega de escola me disse, não somos parentes, temos apenas o mesmo sobrenome. E isto faz muito tempo, e infelizmente, em nossa vida moderna muitos não sabem quem foi seu bisnono, e até menospresa a perda dos vínculos familiares. Por isto não se trata de resgatar o passado, mais do que isto, pois não estamos salvando um passado perdido, mas reunindo histórias e a partir delas construindo um novo futuro, um futuro familiar, comum.

A sensação de pertencimento à laços familiares mais amplos cresceu principalmente em 2005, quando inúmeros descendentes trentinos buscaram a cidadania Italiana, e houve uma verdadeira corrida em buca de documentos de ancestrais, muitas vezes completamente desconhecidos. 

Foi muito bom participar do esforço de um grupo fantástico de pessoas que reuniram histórias, elaboraram a árvore genealógica, realizaram grandes festas para reunir familiares e amigos, e claro, viajar até a Itália.

Depois destes 5 anos os objetivos permanecem. O mais importante, materializar o vinculo existente entre diferentes ramos da família. Fortalecê-la significa criar o sentimento de pertencimento a algo maior e mais duradouro. Em tempos em que a violência toma conta dos notíciários, descrédito da política e crise ambiental, a família retoma seu espaço social de amorozidade, respeito e união.



Viva a Família Floriani!



Neste Blog tento apresentar meu ponto de vista, e não substitui o site www.familiafloriani.org que devemos trazer de volta para divulgar melhor a nossa história.