9 de outubro de 2013

Nosso Craque Alídio Floriani


Em julho de 2008, quando foi realizado em Lages o 1º Encontro Nacional da Familia Floriani, conheci esta pessoa fantástica chamada Alídio Floriani. Na ocasião recebeu efusivos aplausos por ser o Floriani com maior idade entre os presentes, junto de minha filha Isabela, que era a Floriani mais nova no pedaço.


Aline, Isabela e Alídio Floriani, no 1º Encontro Nacional da Familia Floriani, em Lages/SC, 2008.



Alídio Floriani é casado desde 1944 com Cilli Lafin. E é filho de Ricardo Luiz Floriani (1891) e Frederica Voltolini, descendentes de Giuseppe Floriani (1860) e Minna Repke, de Pietro Floriani e Laura Paternoli.
Alídio Floriani no 1º Encontro Nacional da Familia Floriani, em Lages/SC, 2008.

O Sr. Alídio conta que esteve em Lages na década de 1950, para jogar futebol, e foi jogador dos bons. O jogo, pra variar, tinha muita perna de pau, não se marcava muito bem as faltas, e o frio era de lascar, caiu neve durante o jogo. E quem disse que Floriani se entrega?

Capitão Alídio foi o maior zagueiro de Santa Catarina, fazia a vez de líbero e liderava a equipe. Iniciou no futebol com 12 anos, em 1932 e aos 15 já era jogador titular. A história do craque foi publicada pelo jornalista José Caglioni, no "O Correio do Povo", em 22 de abril de 2010.





Conta que o Vasco da Gama (Rio de Janeiro) ofereceu a fortuna de 700 mil réis, mas nosso nobre Alídio, reunido com seus pais e irmãos na mesa do almoço, e lhe perguntaram se aceitaria a proposta do time carioca, eis que respondeu: Meu time são vocês meus pais e irmãos.

Em 07 de janeiro de 2011, quando visitei o Sr. Alídio em sua casa, em Jaraguá do Sul, tivemos um encontro incrível junto com Paulo Floriani e Jordina Rita Floriani, que pela lembrança com seu próprio nono ficou muito emocionada.





Mas o tempo passou e a energia deste Floriani não se esgota. Paulo Floriani, Presidente do Sport Club Santo Antônio, de Nereu Ramos (SC), fez este registro de Alídio com 93 anos de idade, jogando bocha durante o dia todo, quando demonstrou forte saúde e muita vontade de viver.

Naquele dia recebeu homenagens de várias entidades esportivas da região de Jaraguá do Sul (SC), inclusive do Sr. Jean, Presidente da Fundação Municipal de Esportes.



Alídio Floriani (centro da foto) com filhos, da esquerda para a direita, Odair, Juli, Almir e Silvério, em 05 de outubro de 2013, em Nereu Ramos/SC.


A foto a seguir, é para mim uma mostra da importância de convivermos com nossos familiares enquanto podemos, pois jamais será possível repetir aquele momento. Dentre os ancestrais da foto, está ao centro o último irmão do meu avô, Pedro Floriani, e sua esposa Dolores, que nos deixaram em agosto de 2013, o filho deles José Afonso e os dois senhores de boina, são os Sr. Alílio e seu primo-irmão Eudósio, e Paulo Floriani, um dos organizadores do 1º Encontro da Familia Floriani.


Da esquerda para a direita estão Sara Floriani, Inês Aparecida Floriani, José Afonso 'Zico' Floriani, Alílio Floriani, Pedro 'Duca' Floriani (in memoriam), Dolores 'Dedé' Lehmkuhl (in memoriam), Eudósio Floriani e Paulo Floriani.

Agradeço a oportunidade de conhecer Alídio Floriani à Paulo Floriani, de Jaraguá do Sul/SC, que tem uma vida votada para ações comunitárias, se esforça em valorizar cada momento da família, e claro, sempre nos convence da importância disso com o próprio exemplo. É organizador de encontros da família e foi responsável por elaborar boa parte de nossa árvore genealógica. E está com toda a razão, precisamos aproveitar cada momento de nossas vidas para celebrar a vida entre aqueles que nos amam.

Comente com o Facebook:

comentário(s) pelo facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...