3 de outubro de 2013

Floriani mortos na Primeira Guerra Mundial

A Primeira Guerrra Mundial (1914-1919) fica ainda mais cruel e absurda quando se descobre o sofrimento dos Floriani na região de Villa Agnedo.

Giuseppe Floriani, em pé, nesta recordação da Mobilização militar em 1914. 
Quando estive na região da Valsugana passamos por muitos monumentos em memória dos soldados mortos durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial. Ao ver as fotos das cidades da
região de Villa Agnedo, Borgo, Ivano e Strigno, completamente destruídas em 1916, durante a Primeira Guerrra Mundial, passei a entender um pouco mais o que tentaram nos dizer os nossos parentes lá na Itália, quando nos falaram do sofrimento do povo, e a angustia que até hoje persiste ao se recordar o horror da guerra. Praticamente não houve uma família poupada, todas elas perderam algum familiar. 

Este triste fato se constata na família Floriani. A convocação para alistamento militar iniciou em 1914, na foto acima, registra a presença de Giuseppe Floriani no exercito Austro-Húngaro.

Em Villa Agnedo, Ferruccio Romagna, em seu livro Villa Agnedo Notizie Storiche, de 1998, cita a perda de vários combatentes, dentre os quais, destaco: 

  • Romano Floriani
  • Pietro Paternoli
  • Silvio Sandri
  • Emanuele Sandri
Há dois monumentos, em Villa Agnedo conheci o que está no Cemitério de Agnedo, e em Strigno, o cemitério de Strigno da Chiesa di Loreto.

Monumento no cemitério de Agnedo aos Caduti da Primeira e Segunda Grande Guerra.


Monumento no cemitério aos Caduti em Strigno.


Em Ivano Fracena, também houve perda de Floriani na Primeira Grande Guerra. No manuscrito “Memoranda et agenda” do paroco don Luigi Riccardo Pacher, citado por Ferrucio Romana (2002) no estudo Ivano Fracena: Notizie Storiche, encontra-se o registro de desaparecimento de:

  • Ernesto Floriani, nato nel 1886, morto non si sa quando e dove (nessuna notizia ufficiale);
  • Giuseppe Floriani, nato nel 1874, morto non si sa quando e dove (nessuna notizia ufficiale).

Ainda durante a fuga dos moradores quando as cidades da região foram bombardeadas, informa-se o falecimento de:
  • Giuseppina Floriani, nata nel 1916, morta il 23-6-1916 a Montorio al Vomano;
Em Volta Mantovana, Provincia di Mantova, na divisa entre a Lombardia e o Veneto, há uma Lapide em memória aos mortos na Primeira Guerra Mundial, onde se encontram os nomes de:
  • Celso Floriani 
  • Giuseppe Floriani 

Lapide em homenagem aos Caduti na Primeira Guerra Mundial em Mantova.


Comente com o Facebook:

comentário(s) pelo facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...